O indígena em três fases na literatura brasileira: uma análise sobre a continuidade de estereótipos, reconciliação e apagamento cultural

André Nascimento

Resumo


Este ensaio analisa a confluência dos discursos de anulação da figura indígena e da consequente submissão à identidade europeia existentes em textos escritos no Brasil durante o período colonial, arcadista e da primeira fase romântica. Os textos aqui discutidos apresentam uma miscigenação que hierarquiza a tradição europeia como superior e comenta uma continuidade dessa marginalização da figura indígena em três períodos da história literária brasileira. 


Palavras-chave


Literatura Brasileira; Indianismo; Miscigenação; Colonização

Texto completo:

PDF (Português (Portugal))

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



E-ISSN: 2359-1145

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza | Faculdade de Tecnologia de Itaquaquecetuba

Licença Creative Commons 2014-2021 | REGIT: Revista de Estudos de Gestão, Informação e Tecnologia
Av. Itaquaquecetuba, 711 (visualizar mapa)
Vila Monte Belo - Itaquaquecetuba - SP | CEP 08577-010